sexta-feira, 6 de março de 2015

Saúde, um problema nacional

No ultimo domingo (01), o Programa Fantástico da Rede Globo de Televisão, mostrou em uma reportagem, a triste situação da saúde nacional. Relatou as diversas dificuldades encontradas pelos municípios, principalmente os menores, devido a arrecadação.
A dificuldade no acesso e a ineficácia dos serviços prestados na Atenção Primária têm contribuído cada vez mais para a superlotação dos hospitais públicos, e a sobrecarga dos PSF’s (Posto de Saúde da Família), onde milhares de brasileiros padecem nas filas, mendigando por uma simples consulta, um exame diagnóstico ou uma cirurgia eletiva, um problema de âmbito nacional.

Foi citada como exemplo, uma unidade de saúde da cidade de São Gonçalo, região Metropolitana do Rio de Janeiro, no local, conhecido como “Não tem nada”, reflete o panorama nacional em relação à saúde pública. Lá falta água encanada, bebedouro, não tem enfermeiro, materiais básicos, medicamento, falta luz em algumas salas, não tem atendimento regular com médicos, falta informações básicas a pacientes, enfim, de acordo com a reportagem, falta tudo.

Segundo dados da ANS (Agência Nacional de Saúde), o retrato da saúde pública no Brasil é degradante, tendo como exemplo, a incapacidade de atendimento de muitas unidades básicas de saúde, consequentemente, superlotando os hospitais. Dados como: 52% dos PSF’S não têm negatoscópio (Maquina Luminosa para ver raio-x), 29% não têm estetoscópio, 32% não têm aparelho para aferir pressão e 1 entre 4 unidades de saúde pesquisadas, não têm esterilização de materiais, por falta de equipamento.

Em contrapartida, a cidade de Paraíba do Sul, mesmo com toda dificuldade neste segmento, vem lutando incessantemente para solucionar as adversidades na saúde pública municipal.

Desde que iniciou o governo, o Prefeito Marcinho Abreu não poupou esforços para melhorar a saúde de Paraíba do Sul, que por diversas vezes, afirmou ser uma de suas prioridades. Prova disso são as inúmeras realizações: Reforma de 8 PSF’s, construção de uma nova unidade de saúde no bairro Santa Josefa, novos equipamentos, Triplicou o número de atendimento com especialistas, deu suporte e valorização a toda equipe do Nasf (Núcleo de Apoio a Saúde da Família), Aquisição de uma UTI móvel, que em apenas um ano já realizou mais de 211 atendimentos de urgência, salvando vidas.
Acompanhe os dados da nova gestão em todas as Unidades de Saúde do Município

Policlínica Municipal – No Governo Marcinho, foram contratados novos especialistas e a unidade conta com um ampla equipe, composta por: 1 Reumatologista,  2 Ortopedistas, 2 Angiologistas, 2 Cardiologistas, 2 Otorrinolaringologistas, 2 Cirurgiões, 1 Urologista, 1 Psiquiatra, 1 Oftamologista, 1 Pneumologista, 1 Proctologista e 1 Ortopedista. Foram realizados no ano 2014 cerca de 133 mil atendimentos na Policlínica Municipal, mais de 26 mil atendimentos em comparação a 2012 (gestão passada).

Posto de Saúde da Família (PSF) – Paraíba do Sul conta com 23 PSF’s divididos pelos bairros do município. No ano de 2014, todas as unidades realizaram milhares de procedimentos. Foram cerca de 45 mil consultas médicas, 26 mil atendimentos realizados pelos enfermeiros, 15 mil atendimento da saúde bucal entre outras ações.

Casa da Mulher – Referência para muitos municípios, a Casa da Mulher em Paraíba do Sul tem se destacado no elevado número de atendimentos, que,somente no ano de 2014, foram 2640 mulheres atendidas pela unidade.
Destaca-se também o aumento no número de realizações de exames, sendo: 2640 exames preventivos, 3325 Consultas ginecológicas, 1872 Consultas de Pré-natal, 192 Colposcopias, 26 Biópsias de Colo de Útero e 492 Gestantes cadastradas.

CAPS – Foram realizados 85315 atendimentos somente no ano de 2014

Materno – Referência no atendimento às crianças, o materno divide suas atividades entre, teste do pesinho, aplicação de vacina, fisioterapia entre outros. Foram realizados na unidade no ano de 2014, cerca de 30 mil atendimentos.

Controle e Avaliação – Setor responsável pela confecção do Cartão SUS, faturamento de procedimentos ambulatório, faturamento hospitalar entre outros, tem como atendimento, cerca 10 mil atendimentos, somente no ano de 2014.


Casa do Idoso - Foram realizados 446 atendimentos.


Fonte: Secom PMPS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.