quarta-feira, 4 de março de 2015

Alegorias ocupam área usada como fonte de renda da Apae de Três Rios

Oito dias depois do desfile das campeãs do Carnaval de Três Rios, RJ, a área usada para dispersão das escolas de samba continua sendo ocupada pelas alegorias. O problema é que o espaço é o estacionamento da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), usado como fonte de fonte de renda pela instituição.
"A gente sabe que antes do Carnaval, já é feita uma programação para que seja usado este espaço. Nada que a gente não saiba. Lamentavelmente, é que, depois que passa o Carnaval, há um desleixo por parte de algumas agremiações, que utilizam esse espaço mesmo sabendo que deveriam devolvê-lo para a instituição", reclamou o presidente da Apae, Hélder Azara.
A área fica na Avenida Condessa do Rio Novo, a principal do Centro da cidade, onde movimento de carros é intenso durante todo o dia. São sete carros alegóricos ocupando 44 vagas, o que representa queda de 50% no faturamento diário. O lucro com o estacionamento corresponde a 15% da arrecadação mensal da instituição.
As alegorias são das escolas Bom das Bocas e Bambas do Ritmo. O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de Três Rios (Liest) explicou que elas tinham se comprometido a liberar o espaço no último fim de semana.
"A liga vai intervir junto às escolas e vai tirar esses carros. Talvez, no ano que vem, seremos mais rigorosos e vamos colocar no regulamento a retirada desses carros, que é uma coisa séria e acontece todos os anos", reconheceu José Rodrigues.
Em nota enviada à produção do RJTV, a escola de samba Bom das Bocas informou que vai retirar os carros na noite desta segunda-feira (2). Já a Bambas do Ritmo disse que, em até 48 horas, vai levar as alegorias para um terreno particular.

Fonte G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.