segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Detran apreende 42 veículos em Barra Mansa em operação contra inadimplência do IPVA

No início das operações de fiscalização contra os inadimplentes do IPVA que não realizaram a vistoria anual dos seus carros em 2014, o Detran apreendeu, nesta sexta-feira (6/2), 42 veículos em Barra Mansa. Os carros retidos foram conduzidos para o pátio do departamento, na Av. Franz Assis, 480, bairro Jardim Guanabara, em Volta Redonda.

As ações com este objetivo continuarão neste sábado (7/2) em Barra do Piraí e, na próxima segunda-feira (9/2), em Volta Redonda, municípios do Sul Fluminense. Nesta região 52% da frota de 450 mil veículos não estão em dia com o IPVA.

De acordo com o Art.230, inciso V, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), conduzir veículo “que não esteja registrado e devidamente licenciado” é infração gravíssima. O motorista flagrado é multado em R$191,54, perde três pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além de ter o carro retido e rebocado.

Liberação no depósito

Para a liberação do veículo, o proprietário deve quitar o imposto e multas pendentes, se houver. Os boletos deverão ser impressos no site www.bradesco.com.br. Depois, é preciso efetuar o pagamento do reboque e das diárias. Os boletos, para tanto, estarão disponíveis no site do www.detran.rj.gov.br.

Após o pagamento dos boletos, basta o proprietário dirigir-se ao depósito munido de originais e duas cópias dos seguintes documentos: identidade, CPF, Certificado de Registro de Veículo (CRV) e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e guia de recolhimento de veículo (GRV). É preciso ainda apresentar uma cópia do comprovante de residência.


Fonte: Assessoria de comunicação social do Detran

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.