sábado, 10 de janeiro de 2015

Motoristas da região têm dificuldade para encontrar novo modelo de extintor veicular

Depois da determinação exigindo que os extintores de todos os veículos passassem a ser do tipo ABC e que o BC, usado até então, não teria mais validade legal, os condutores de veículos iniciaram uma corrida pela compra deste produto que desapareceu do mercado.
Na região Centro-Sul Fluminense não foi diferente. Todos procurando e recebendo a mesma reposta que se ouve, nos últimos dias, por todo o Brasil: “Não tem extintor, nem previsão de quando irá chegar e o valor vai aumentar”.
Quem fosse flagrado pela Polícia, a partir do dia 1° de janeiro de 2015 usando o equipamento não adequado pelas novas normas do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) seria multado em R$ 127,69 e perderia cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Após tantas reclamações por parte dos motoristas por não encontrarem o extintor, na noite de segunda-feira (05), a normal foi revista e o prazo entendido por 90 dias e as multas aplicadas serão canceladas.
“Procurei em três estabelecimentos, incluindo um local que só lida com venda de extintores, e não tem. Estava preocupada, mas agora com a mudança do prazo vou ter mais tempo para procurar, espero achar na próxima semana. Até concordo com a mudança, porém faltou campanha, talvez blitz educativa com panfletos para que as pessoas ficassem atentas e não deixassem para última hora”, disse Camila Moura.
“Essa procura começou no meio de dezembro devido ao prazo que havia sido estipulado pelo Denatran. Em dois dias vendemos mais de 300 extintores e desde sexta-feira (02) não temos mais nenhum disponível no estoque. As empresas que fornecem não estão atendendo aos nossos telefonemas e nem estipulando prazo para entrega. Tem vendedores me ligando do Rio de Janeiro, Volta Redonda, Juiz de Fora, entre outras localidades, me pedindo para revender porque ninguém tem. Se hoje eu tivesse 10 mil extintores, eu venderia todos”, falou Joaquim Hansenf , sócio proprietário de uma empresa especializada em venda de extintores em Três Rios.
Mas teve gente que conseguiu comprar o produto aos 30 minutos da prorrogação. É o caso do Mauro Raibolt, que na sexta-feira (02), após percorrer alguns lugares, encontrou um extintor universal que não encaixa no suporte de sua Palio e pagou R$ 60,00. “Comprei este porque viajar na semana que vem e como está muito difícil achar e o valor vai subir, adaptei um suporte para carregá-lo, assim que o modelo do meu carro chegar o vendedor vai efetuar a troca. Penso que a maioria não sabe manusear um extintor e na hora que vê o fogo sai correndo. Eu aprendi porque trabalhei em uma empresa que oferecia este tipo de treinamento”, explicou Mauro.
Como o extintor não poderá ser mais recarregado, quem não quiser descartar o produto antigo de maneira errada, pode deixá-lo em uma empresa especialista em extintores na Rua Teófilo Ferreira de Rocha (antiga Rua 8), no bairro Caixa D’água, Três Rios.
A recomendação vale para carros fabricados antes 2005, pois os veículos produzidos no Brasil após este ano já saem de fábrica com o extintor ABC.
Extintor ABC: tem capacidade de combater princípios de incêndio em materiais sólidos, líquidos inflamáveis e equipamentos energizados, além de apagar incêndio em materiais elétricos energizados, como bateria de carro e fiação elétrica, e também nos combustíveis líquidos (óleo, gasolina e álcool),
Extintor BC: apaga incêndio em materiais elétricos energizados, como bateria de carro e fiação elétrica, e também nos combustíveis líquidos (óleo, gasolina e álcool).

Fonte Entre Rios Jornal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.