quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Governador Pezão anuncia corte de R$ 2,6 bilhões no orçamento em 2015

Em matéria publicada no Jornal “O Globo” no dia 26 de janeiro, segunda-feira, o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão anunciou um novo corte no orçamento de 2015. “Depois de anunciar uma economia de R$ 1,5 bilhões no início de janeiro, agora a redução será de R$ 2,6 bilhões”, informou o Jornal.
Segundo a matéria, todas as secretarias – inclusive Saúde e Educação – e autarquias sofrerão cortes de R$ 700 milhões nas despesas de custeio, que são aquelas relacionadas a itens básicos de manutenção como pessoal, material de consumo, serviços de terceiros e encargos diversos.
A justificativa para os cortes apontados na matéria é a mudança no panorama fiscal no Estado em relação a 2014. Primeiro em função da desaceleração da economia, que trouxe redução da arrecadação do ICMS (imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação). Também foi considerada a queda no preço do barril de petróleo, que provocou impacto no repasse de royalties. Somente nesse item, o Rio perdeu R$ 2 bilhões.
Cortes nos Governos Federal e Estadual afetam municípios
Os cortes nas verbas e arrocho nas contas dos Governos em âmbito Estadual e Federal deverão afetar consequentemente os municípios. Com verbas mais enxutas, os repasses para as prefeituras serão menores, o que afetará os planos de ação das cidades do Estado do Rio de Janeiro.

Além do corte nos repasses, os prefeitos temem ao diminuição dos repasses relativos a projetos e obras. “As previsões de cortes afetam todas as prefeituras pelo Brasil e, especificamente no Rio de Janeiro, o caso ficou ainda mais complicado. Mais que nunca teremos que governar com severidade e observando as prioridades em cada pasta”, disse Márcio de Abreu Oliveira, Prefeito de Paraíba do Sul.
Fonte Secom PMPS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.