domingo, 14 de dezembro de 2014

História do Presépio



Greccio é uma pequena cidade italiana situada na regiçao do Lácio. Tem cerca de mil e quatrocentos habitantes. Foi neste local, simples e rico em beleza natural, que tudo começou...
Francisco, o Pobrezinho de Assis, teve as regras de sua Ordem aprovadas pelo Papa Onório III. Depois disso, teve uma novo inspiração: quis reviver o momento do nascimento de Jesus.
Uma noite fria, que reuniu frades de longe e pessoas dos arredores da cidade, Francisco pediu ao amigo Giovanni se poderiam celebrar o Natal ali e se ele poderia preparar um ambiente propício para esta solenidade.
E assim Giovanni fez. Quado Francisco chegou, o cenário estava pronto, como ele mesmo orientou. Uma gruta simples, sem imagens, requintes, mas animais e uma manjedoura. Aquela cena comovente resplandeceu a simplicidade evangélica, remeteu a pobreza, transmitiu humildade, como Francisco, como o próprio Menino  Deus.
O local virou refúgio de Francisco, onde rezava muitas vezes...Tinha predileção inclusive pelas pessoas dali... Ainda é possível ver o lugar onde o santo fazia as refeições, dormia... Simplicidade que convida à conversão.

Hoje Greccio é, oficialmente, cidade irmã de Belém, onde Jesus nasceu.
Em 1983 ela foi visitada pelo Papa João Paulo II, que rezou na gruta onde tudo começou. Em 2009, Bento XVI também falou de Greccio.Ele afirmou que o que moveu o coração de Francisco foi o desejo de viver de maneira bem concreta o nascimento de Jesus e de comunicar essa alegria a todos.
Foi assim que a tradição dos presépios se difundiu. Atualmente, uma exposição om modelos de todo o mundo encanta quem passa por ali. Os formatos são variados, mas o sentido é o mesmo que inspirou São Francisco.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.