terça-feira, 11 de novembro de 2014

Jornalista do G1 é agredido por bandidos durante reportagem, no Rio

O repórter Henrique Soares, do G1 Rio, foi feito refém por criminosos durante a apuração de uma reportagem na Avenida Itaoca, em Bonsucesso, por volta do meio-dia desta segunda-feira (10). Ele foi solto depois de cerca de 40 minutos, com ferimentos leves na cabeça e nos braços.
Soares estava preparando uma reportagem sobre falta de moradias e invasões de terrenos e áreas abandonadas no Rio. Ao chegar ao local, uma fábrica abandonada que foi invadida, um representante da associação de moradores disse que haveria uma operação policial e que não seria um bom dia para conversar.
O repórter estava indo embora quando foi abordado por dois homens e levado para dentro do galpão. Ele foi agredido na cabeça e nos braços com um pedaço de pau, levou uma coronhada e teve celular e relógio roubados. Os bandidos suspeitavam de que o repórter fosse um policial. Ele foi liberado com a aproximação da polícia e depois que representantes da associação de moradores relataram que ele era de fato um jornalista.
O repórter foi atendido na UPA de Nova Brasília e prestou depoimento à polícia acompanhado de advogados.
No fim da tarde, de acordo com a 45ª Delegacia de Polícia (Complexo do Alemão), o suspeito Robson Corrêa Barreto, de 20 anos, foi preso em flagrante pelos crimes de sequestro e cárcere privado qualificado, lesão corporal grave e furto qualificado. As investigações continuavam em andamento para tentar identificar outros três homens.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) divulgou nota em que manifesta solidariedade ao repórter e cobra o esclarecimento do caso. "A Abraji considera fundamental que os responsáveis por tal brutalidade sejam rapidamente identificados e punidos de acordo com o que a lei determina. É essencial, ainda, que o governo estadual tenha total transparência na apuração do caso", diz a nota.
Fonte G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.