domingo, 9 de novembro de 2014

Apadrinhamento no ENEM: Vereador afirma que quem precisa trabalhar não soube das vagas


A denúncia do vereador Claudão do Povo realizada na reunião plenária da última quinta-feira foi confirmada no primeiro dia de prova do ENEM, que ocorreu ontem (08). A maioria dos fiscais e aplicadores que estavam trabalhando eram apadrinhados políticos do prefeito, da secretaria municipal de educação ou dos diretores dos colégios.
           Para Claudão do Povo, os beneficiados deveriam ser desempregados e pessoas com baixa renda. “É claro que a prefeitura teve participação, afinal ofereceu estrutura. Esse processo de escolha trouxe, mais uma vez, a desigualdade, pois ganhar R$ 170,00 para trabalhar dois dias poderia ajudar na conta de luz, de água, na botija de gás de um desempregado.” – afirmou o vereador.
            Claudão pediu a lista dos que participaram como aplicadores do ENEM e fiscais. Ele afirmou que isso é a segunda vez que acontece, pois no ano passado o apadrinhamento no ENEM também aconteceu. É importante que no próximo ano haja fiscalização e, acima de tudo, divulgação das inscrições para ocuparem os cargos que o MEC oferece.

Redação | Paraíba do Sul AGORA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.