domingo, 7 de setembro de 2014

Presidente do PV de Paraíba do Sul, Adelmo José de Oliveira, é acusado de irregularidades em pedido de diárias


DOCUMENTO COMPROVA IRREGULARIDADE
NO PEDIDO DE DIÁRIA DO PRESIDENTE DO PV
O presidente do Partido Verde (PV) de Paraíba do Sul, Adelmo José de Oliveira, foi acusado de solicitar diárias irregulares por trabalhar na exposição agropecuária em 2014. A acusação foi feita pelo vereador Francisco da Saúde (PRP) no plenário da Câmara na noite de terça-feira (26).
            Segundo o vereador, a denúncia foi feita anonimamente. Ele frisou que a xérox do pedido apareceu no banco de seu carro. Trata-se de uma comunicação interna (uma espécie de documento interno da prefeitura) assinado por Adelmo solicitando três diárias por trabalhar no sábado e domingo, que totalizam apenas 2 dias, ou seja, solicitou uma diária a mais. Francisco da Saúde ainda questionou que diárias só são dadas a servidores públicos quando eles viajam a municípios distantes há 80 Km da cidade.
            O presidente do PV, Adelmo, também é coordenador da fiscalização sanitária da prefeitura. O vereador que efetuou a denúncia afirmou que irá protocolar um requerimento solicitando esclarecimentos do servidor.
            Francisco da Saúde ainda questionou a falta de ética e respeito ao servidor público. No final da semana passada o presidente do PV e a servidora comissionada da prefeitura, Ludmila Souza, induziram que o vereador era mentiroso meramente por ter feito uma indicação solicitando a relação dos funcionários do PMAQ, um programa da secretaria municipal de saúde, que tem como secretária Maria Cristina Silva Souza, casada com Adelmo e mãe de Ludmila. Ele também exige uma retratação de ambos.


Enviado pela Assessoria de Imprensa do Ver. Francisco da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.