terça-feira, 24 de junho de 2014

PLANTÃO DA ALERJ: Veja as principais notícias da Câmara dos deputados estaduais



ALERJ EQUIPARA AUMENTOS DE FUNCIONÁRIOS DA FIA E LEÃO XIII

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta segunda-feira (23/06), em discussão única, mais dois projetos de reajuste: o 3.036/14, sobre os servidores públicos da Fundação Leão XIII, e o 3.037/14, sobre os servidores da Fundação para Infância e Adolescência do Estado do Rio (FIA/RJ). Originalmente, os primeiros receberiam 10% de aumento e os demais, 12%, mas o Colégio de Líderes da Alerj negociou a equiparação no maior índice. Os projetos, de autoria do Poder Executivo, serão enviados ao governador Luiz Fernando Pezão, que terá 15 dias úteis para sancioná-los ou vetá-los. O mês de referência do aumento é julho e o aumento é extensivo aos aposentados e pensionistas das duas fundações.

ALERJ APROVA REAJUSTE DE 25% PARA FUNCIONÁRIOS DA SUDERJ

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta segunda-feira (23/06), em discussão única, o projeto de lei 3.034/14, do Poder Executivo, que reajusta em 25% os vencimentos-base dos servidores públicos do quadro permanente da Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj). O aumento, que terá efeito a partir de julho, segue para apreciação do governador Luiz Fernando Pezão, que terá quinze dias úteis para sancionar ou vetar o texto. “O Governo corrige uma distorção, um equívoco de anos, concedendo esse aumento”, diz o deputado André Lazaroni (PMDB), ex-secretário de Estado de Esporte e Lazer. Segundo o parlamentar, os funcionários do órgão estavam há 16 anos sem aumento.

APROVADA GRATIFICAÇÃO PARA PAPILOSCOPISTAS DA POLICIA CIVIL

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta segunda-feira (23/06), em discussão única, o projeto de lei 3.034/14, em que o Poder Executivo assegura aos policiais civis papiloscopistas (técnicos responsáveis pela coleta e identificação de impressões digitais) o pagamento da Gratificação de Atividade Técnico-Científica de Nível Superior. O direito à gratificação, que variará de R$892,29 a R$1.189,73, dependerá de comprovação da conclusão da escolaridade de nível superior. O projeto será enviado ao governador Luiz Fernando Pezão, que terá quinze dias úteis para sancionar ou vetar o texto.


Notícias enviadas pela Assessoria de Imprensa da Alerj

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.