segunda-feira, 30 de junho de 2014

ALERJ APROVA PLANO DE CARREIRA DA SECRETARIA DE AGRICULTURA


Em sessão extraordinária, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta sexta-feira (27/06) o projeto de lei 3.068/14, que cria o plano de carreiras e remuneração da Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária. A medida fará com o que o estado tenha, em seus quadros, as figuras dos fiscais e dos assistentes de fiscalização agropecuários.
Pela proposta, os fiscais terão formação superior e os assistentes, nível médio. Segundo o deputado Christino Áureo (PSD), ex-secretário de Estado de Agricultura e Pecuária e um dos principais articuladores das negociação para aprovação do texto, está prevista a realização de concurso público e o nivelamento da remuneração desses profissionais à realidade do mercado de trabalho, com reajustes salariais de 30% a 78%.
As duas novas categorias serão divididas em três classes (A, B e especial), com direito a uma gratificação por desempenho — que terão como teto o valor do próprio vencimento-base — e a adicionais de qualificação. Assim, os fiscais terão vencimentos que variarão de R$ 3.057,60 a R$ 5.712, com adicionais conforme o nível de pós-graduação. As menores serão de R$ 210, R$ 420 e R$ 840 para quem tiver, respectivamente, especialização, mestrado e doutorado. E os valores máximos serão de R$ 392,16, R$ 784,33 e R$ 1.568,65. Já os salários dos assistentes irão variar de R$ 1.174,32 a R$ 2.192,96, com adicional de R$ 125 a R$ 233,45.

De acordo com Christino Áureo, o governo terá 180 dias para regulamentar as gratificações, mas ficou acordado que 70% serão pagos já. "Estamos equiparando os nossos profissionais ao que há de melhor no país, com direito à antecipação de 70% da gratificação por desempenho até que o Governo a regulamente", explicou Christino Áureo. O projeto seguirá para o governador Luiz Fernando Pezão, que terá 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.