terça-feira, 13 de maio de 2014

'Poemas da Nossa Terra', por Lourdes Rivello

Um  lugar


Perdida no meu próprio destino,
Sem saber o caminho de volta,
Fazendo com que sonhos se tornem realidade
Eu vou caminhando para bem longe daqui.

Eu vou caminhando até o fim do túnel
Quem sabe lá está a última esperança
Que eu tanto esperava...

Sozinha e sem cometer erros,
Eu espero o caminho de volta pra casa,
Não ! Não! Não vou cometer nenhum erro,
Eu só quero achar um lugar bem longe daqui.

Maria de Lourdes Rivello Vieira

Sentimental


Uma noite um anjo veio me falar que para
amar é necessário sofrer...
As noites que eu passei em claro eram tão frias, tão tristes...
E eu não queria tanta tristeza
Causada por mim mesma,
Não sabia que o amor era tanta dor...
Mas mesmo assim amei,
apenas não fui forte suficiente 
para controlar todas as minhas crises.
Como sofre uma mulher com ciúmes !
A dor da perda é imensa,
é incontrolável...
Eu não sabia que o amor era tanta dor,
Eu juro que não sabia.
Naquela noite, desejei não amar mais,
Desejei não ser tão sentimental !
Oh,Deus! Como eu fui sentimental !
Só lembro ter enxugado as lágrimas que escorriam
pela minha face.
Naquela noite...
O mundo não existia para mim,
Não, sem você.
A minha vida não teria sentido se você não estivesse nela,
E eu agora me pergunto : Será isso o amor ?
Será que se tem que sofrer para amar ?
Eu não sei,
Eu já não sei mais. 


Maria de Lourdes Rivello Vieira


EU PROTESTO



Eu protesto, essa vida inútil,
Esse mundo injusto
É mundo ou imundo ?
Onde vivemos, sempre no absurdo.
Onde queremos nos ver livres de corrupções,
Assaltos, sequestros...
Queremos apenas o bem da nação,
Todo o povo unido, sem ter que enfrentar
Um político desonesto.
A sociedade ignora, não quer saber
Como o mundo está indo,
Mas não é à toa que ignoramos,
Aprendemos com o povo,
O povo que vive esperando por um mundo melhor,
E espera, espera, espera ...
Mas nem todos têm paciência e
Acabam com suas vidas, para salvar outras,
Saem de casa para buscar dias melhores
Nem todos os humanos
Tem o pensamento fútil,
Uns, lutam até o final para tentar mudar o mundo,
Outros, oram para que nessa luta 
O povo honesto, seja vitorioso.

Maria de Lourdes Rivello Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.