sexta-feira, 11 de abril de 2014

RJ1:Série 'E aí, vereador?' mostrou o trabalho na Câmara de Paraíba do Sul

51 pessoas trabalham na Câmara e apenas 9 são concursadas

A série "E aí Vereador?", que mostra como estão trabalhando os vereadores e  funcionários das Câmaras da região. O RJTV 1ª Edição desta quarta (09) mostrou a situação em Paraiba do Sul. Os jornalistas Vinícius Assis e Paulo Rocha foram conferir como anda os trabalhos na cidade.
A assessoria respondeu o questionário dia 11 de dezembro, 40 dias após o recebimento. Cada um dos 11 vereadores, ganham mais de 6 mil reais por mês e pode contratar 2 assistentes por gabinete. Com isso 51 pessoas trabalham na Câmara e apenas 9 são concursadas.
 O questionário não foi respondido corretamente. Entre janeiro a outubro de 2013, foram 66 sessões onde foram votados 121 projetos de lei. Enviamos e-mail cobrando mais respostas não sabemos quantos projetos cada vereador apresentou assim como as prefeituras.
Todas as Câmaras devem manter o portal de transparência atualizado, mas no site de Paraíba do Sul não há informações sobre como andam gastando o dinheiro público e a pasta de projetos apresentadas por todos estava vazia.

O Presidente da Câmara, Roberto Carlos Figueiredo, comentou que em duas semanas as informações estarão no site. Cada um dos vereadores de Paraíba do Sul ainda recebem uma verba de gabinete de R$ 2.500 reais.

Veja o vídeo clicando no LINK

http://redeglobo.globo.com/rj/tvriosul/noticia/2014/04/rj1serie-e-ai-vereador-mostrou-o-trabalho-na-camara-de-paraiba-do-sul.html 
Fonte: TV Rio Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.