segunda-feira, 28 de abril de 2014

Mata ciliar do rio Paraíba do Sul ajuda em sua preservação


O rio Paraíba do Sul foi o grande responsável por dar nome a nossa cidade. É ele que banha os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Ele atravessa a região sócio-econômica do Vale do Paraíba, sendo o rio mais importante do estado do Rio de Janeiro.
Em sua margem é possível encontrar, em apenas poucos municípios, as chamadas matas ciliares, que são formações vegetais de ocorrência ao longo de cursos d’água e em locais sujeitos a inundações temporárias.
A recomposição das matas ciliares é de extrema preponderância, pois estas que, primariamente desempenham o papel de proteger as margens dos corpos d’água evitam o assoreamento e também favorecem a regularização da vazão dos rios e córregos, além de oferecer abrigo e alimentação para a fauna local.
No trecho em que o rio corta nossa cidade, a mata ciliar é de grande exuberância e, apesar de ter sido prejudicada com o tempo e o desmatamento tê-la afetado, ainda é responsável pela preservação das margens do rio. É de extrema importância que as autoridades estudem práticas para protegerem as margens do Rio Paraíba do Sul, para que as suas cheias sejam menos frequentes, o assoreamento evitado e as futuras gerações possam vê-lo com tamanha vivência que ainda mantém.


Redação | Paraíba do Sul AGORA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.