segunda-feira, 28 de abril de 2014

Comissão Processante irá investigar irregularidades na Prefeitura de Areal


A Câmara de Vereadores de Areal instaurou uma Comissão Processante (CP) para investigar possíveis irregularidades no governo da prefeita Waldeth Brasiel. A partir de denúncias feitas por um morador do município, o Legislativo irá averiguar indícios de desvios de bens públicos e ações omisso-negativas de prestações de informações obrigatórias à Câmara de Vereadores de Areal. A prefeita Waldeth foi notificada na noite de ontem (24) e terá 10 dias para apresentar a defesa e prestar esclarecimentos.
De acordo com a vereadora Vanessa Santinon, há uma suspeita de que a L&M Materiais Máquinas e Serviços LTDA – ME, empresa contratada pela prefeitura de Areal, forneceu diversos produtos e serviços para o município (desde carne moída a cabeamento da prefeitura) de forma ilegal. Alguns vereadores já haviam manifestado interesse em apurar o assunto, mas não houve uma resposta do Poder Executivo. “Quando surgiu a denúncia, a Câmara criou essa comissão para investigar a fundo se há ou não qualquer irregularidade no município”.
Segundo os vereadores Álvaro Lima e Marcos Roberto, uma audiência pública também foi realizada para apurar irregularidades na entrega da merenda escolar, onde foi verificado que alguns alimentos estavam vencidos ou estragados. Além disso, uma das escolas do município nem chegou a receber a mercadoria. Na época nada foi comprovado. Um dos vereadores revelou que dois meses após a audiência, uma das empresas que iria fornecer a mercadoria declarou falência.
Vale ressaltar que a pessoa que fez a denúncia, já havia procurado o Ministério Público e, logo em seguida, protocolou a mesma na Câmara. A votação para a abertura da comissão foi unânime, sendo a favor os vereadores: Álvaro Lima de Freitas, Vanessa Neves Santinon, Marcos Roberto de Paula, Anderson de Almeida Marcelino, Itamar Medina Machado, Marcelo Pipa da Costa e Márcio Costa Lima.
Para a presidente da Câmara, Maria José, a denúncia deve ser investigada de forma correta para que a prefeita Waldeth Brasiel não seja punida injustamente. 

Fonte: Entre Rios Jornal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLOQUE SEU NOME NO COMENTÁRIO PARA QUE ELE SEJA ACEITO. Antes de ser publicado, seu comentário será lido pela administração do nosso portal para que possamos assegurar que não exista nenhum tipo de palavreado chulo, de baixo calão, denúncia sem prova, críticas desnecessárias ou quaisquer tipo de difamação ou calúnia. Caso seu comentário venha contribuir para a formação de opinião dos nossos leitores, ele será aceito e postado na íntegra.