sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Palacete do Lava Pés é propriedade particular e não é tombado pelo patrimônio histórico


O governo municipal incentiva o crescimento no setor imobiliário


Em razão ao inicio da demolição do palacete, localizado na Praça da Bandeira, no bairro Lava-Pés, em Paraíba do Sul, é importante esclarecer que a autorização de demolição da propriedade particular só foi concedida após a reivindicação dos proprietários e depois de verificar que a propriedade não era tombada pelo patrimônio histórico e se encontrava abandonada, em estado de precariedade.
É importante explicar também que o poder executivo sempre se preocupou na preservação do patrimônio histórico do município e se o imóvel estivesse preservado, mesmo não sendo tombado se justificaria a não demolição do mesmo.
Com o objetivo de motivar o crescimento e melhorar o desempenho dos programas de habitação do município, a prefeitura de Paraíba do Sul incentiva os empreendimentos residenciais que estão a todo vapor, aumentando a oferta de moradias, além da oportunidade de empregos na construção civil e geração de renda.
 Um exemplo foi à parceria entre a Prefeitura, a Planejar Construtora e a Caixa Econômica Federal, visando minimizar o déficit habitacional e oferecer aos servidores públicos a oportunidade de adquirirem suas casas próprias, através de financiamentos do empreendimento residencial Portal do Sol, localizado próximo ao pórtico de entrada a cidade, com 22 blocos com seis apartamentos de dois quartos.
No bairro Salutaris, um dos maiores empreendimentos imobiliários da atualidade está sendo construído. Trata-se do residencial Vale das Águas, cujo arquiteto é Léo Tavares, que planeja construir um residencial com 15 pavimentos, aglomerando 60 apartamentos, 6 lojas, 100 vagas na garagem, 10 vagas para comércio, além de 4 coberturas com piscina e salão de festa.
Outro empreendimento na cidade será construído na Avenida Bento Gonçalves Pereira, denominado de ‘Residencial Paraíba’, de responsabilidade da Sola Construtora, que, inclusive, já apresentou a maquete na Exposição Agropecuária e Industrial deste ano expressando como ficará a obra. Será erguido um prédio de 11 pavimentos, com 55 apartamentos. A empreiteira também construíra no bairro Cerâmica D’ângelo um residencial com 44 blocos com 4 pavimentos cada, totalizando cerca de 880 unidades.
Um prédio comercial está sendo erguido na Rua Alfredo da Costa Mattos Júnior com perfis metálicos, o primeiro em solo sul paraibano, sendo de responsabilidade técnica do arquiteto.
Além do crescimento vertical, três grandes loteamentos residenciais estão em andamento. Um, localiza-se na Vila Laís – bairro Cerâmica D’ângelo, próximo a linha férrea e outro na Estrada de Werneck, conhecido como Paraíso dos Eucaliptos. Também no 4° distrito, próximo ao centro de Werneck, o residencial Jardins do Angaí está sendo construído.
Na Rua Coronel João Werneck, próximo ao Parque Salutaris, outro grande imobiliário está sendo desenvolvido, fazendo do bairro um dos mais valorizados da cidade, proporcionando mão-de-obra farta e gerando centenas de empregos diretos e indiretos. Outro residencial está sendo construído na Rua Humaitá, no bairro Jatobá, agregando dezenas de apartamentos e desenvolvendo a localidade.
O bairro Grama também está sendo contemplado com um grande empreendimento residencial misto, situado em frente à Praça Francisco Glicério, onde, além de residências, sob o prédio estão sendo feitos lojas para fomentar o comércio no bairro.
Na Rua Tiradentes, esquina com a Rua Francisco Belo da Fonseca Passos, um empreendimento comercial já foi construído, porém está sendo ampliando para o setor residencial, a fim de cobrir a necessidade de moradias.         Estes empreendimentos demonstram o crescimento no ramo de moradias na cidade, como, por exemplo, na Rua Marechal Floriano Peixoto, esquina com a Rua Benjamim Constant, no centro da cidade. Outro exemplo de empreendimentos que já são sucesso em vendas, localiza-se na Avenida Marechal Castelo Branco, conhecido como S & L Empresarial, ao lado da Galeria Cristal, que abriga vários apartamentos, escritórios, salas comerciais e órgãos públicos.
                            Empresa como a Targa Lengruber, Brasceras, UTSCH do Brasil, Metal Power, Tecnew, entre outras também geraram empregos e renda para a população, sendo hoje a iniciativa privada o maior empregador no município nunca em tão pouco tempo uma ação administrativa conseguiu tantas mudanças importantes como as que ocorreram no setor.
            As leis municipais que beneficiam as microempresas, as empresas de pequeno porte e aos microempreendedores individuais, foram tratamento diferenciado favorecido para os micros e pequenos empresários. O sucesso da implementação dessa lei vem garantindo o desenvolvimento e crescimento do município.
            Devido ao aumento na geração de empregos na cidade é preciso que tenhamos metas no setor habitacional e para isso, para que possamos ampliar o crescimento desejado é preciso que o município faça algumas concessões – ressaltou o prefeito Gil Leal.